Salvação e Soberania de Deus: A Grande Comissão como a Expressão da Vontade Divina (II)

Padrão

II. As Duas Primeiras Opções: Deus Tem Uma Vontade

Aqueles que enfatizam a simplicidade de Deus geralmente argumentam que existe somente uma vontade em Deus[2]. Esta abordagem geralmente requer que a natureza de Deus é entendida com um atributo divino como o mote controlador pelo qual todos os outros atributos são interpretados. Uma teologia que vê a fundamental essência de Deus como amor será muito diferente de um sistema baseado na suposição da primazia da vontade divina. Seja baseado no amor ou na volição divinos, a abordagem de uma só vontade tem dificuldades ao explicar o argumento por detrás de todos os componentes da Grande Comissão, a saber, que todos devem ouvir o Evangelho mesmo que nem todos creiam.


Anúncios