Regeneração Precede Fé? O Uso de 1João 5:1 Como Texto-Prova – Introdução

Padrão

Introdução

Calvinistas discordam de arminianos e muitos outros evangelicais não-calvinistas sobre a ordem entre fé e regeneração, argumentando que regeneração precede fé (pelo menos logicamente). Um montante de calvinistas tem apelado para a gramática grega de 1João 5:1 como forte suporte à sua visão. De fato, John Piper, que usa este argumento gramatical, vai longe ao ponto de afirmar `Este é o mais claro texto do Novo Testamento acerca do relacionamento entre fé e novo nascimento'[1]. Mas o argumento gramatical é completamente inválido. Este é de preocupação especial pois apelo à gramática tende a implicar um bais objetivo, e portanto mais pesado, argumento que praticamente decide o assunto de disputa. Os propósitos deste artigo são (1) dar atenção à falsidade do argumento e explicar por que ele não convence, e (2) contra-atacar um argumento não-gramatical correlato que pode ser pensado para resgatar o argumento gramatical, a afirmação que 1João 5:1 implica que regeneração precede fé. Mas antes de prosseguir, será útil colocar a parte relevante do texto grego (1Jo 5:1a) diante de nós: πας ο πιστευων οτι ιησους εστιν ο χριστος εκ του θεου γεγεννηται (Aquele que crer que Jesus é o Cristo nasceu de Deus)[2]

Um comentário sobre “Regeneração Precede Fé? O Uso de 1João 5:1 Como Texto-Prova – Introdução

  1. Pingback: Traduções Crédulas: 1João 5:1 por Brian Abasciano (INDEX) | credulo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s