Traduções Crédulas: O Uso de Oseias 11:1 em Mateus 2:15 – Soluções Inadequadas: Prefiguramento Tipológico

Padrão

Prefiguramento Tipológico

A opção da prefiguração tipológica mantém que os eventos envolvendo a vida nacional de Israel como anotadas em Oseias 11:1-2 tipificam a vida do messias como anotadas em Mateus 2:13-15. Fritsch define tipologia como “uma instituição, evento histórico ou pessoa, ordenado por Deus, que efetivamente prefigura alguma verdade concernente ao cristianismo”[75]. Goppelt fornece uma definição semelhante[76]. Portanto, muitos comentaristas mantém que os eventos descritos em Mateus 2:13-15 foram prefigurados em Oseias 11:1-2[77]. Hagner contende que apesar de Mateus não usar a tipologia Moisés-Cristo, ele poderia ter em mente a viagem de Jesus para o Egito à luz da viagem do seu povo para o Egito nos tempos de José[78]. Kent admite que mesmo que seja difícil encontrar um tipo messiânico a partir de uma abordagem histórica do Êxodo, Mateus provavelmente tinha em mente uma prefiguração tipológica baseado na frase “Do Egito chamei meu filho”[79].

Porém, a prefiguração tipológica é questionável para os propósitos de explicar o uso por Mateus de Oseias 11:1. Primeiro, a visão pressupõe um significado latente no texto, para o qual o autor humano não estava atento. Esta pressuposição é problemática porque uma leitura direta de Oseias 11:1 falha em exibir um tipo contrastante em qualquer lugar do seu contexto[80]. Carson tenta contrariar esta noção contendendo que Oseias 11:1 é parte de uma matriz messiânica que inclui tais descrições como a semente da mulher, o filho eleito de Abraão, o profeta como Moisés, o rei davídico, e o Messias. Portanto, na medida em que a matriz aponta para Cristo o Messias e na medida em que a história de Israel olha para aquele que sumariza tudo, Oseias 11:1 olha para Cristo[81]. Porém, as contenções de Carson são problemáticas porque Oseias 11:1 é encontrado num texto retrospectivo em vez de prospectivo dado que historicamente desenha o início da história de Israel[82]. Portanto, a referência histórica de Oseias ao filho nacional desobediente é incongruente com tipologicamente prefigurar o filho obediente[83]. Segundo, o conceito de tipologia prefigurativa é semelhante ao do previamente discutido sensus plenior. Brown admite a semelhança quando ele reconhece que tipologia prefigurativa e sensus plenior ambos contêm significados que excedem a compreensão humana[84]. Portanto, prefiguração tipológica contém as mesmas vulnerabilidades que a abordagem sensus plenior que discutimos previamente[85].

NOTAS DE RODAPÉ

[75] C. T. Fritsch, “Biblical Typology,” Bibliotheca Sacra 104 (April June 1947): 214.
[76] Leonard Goppelt, Typos: The Typological Interpretation of the New, trans. Donald H. Madvig (Grand Rapids: Eerdmans, 1982), 17-18.
[77] A. B. Bruce, Matthew, The Expositor’s Greek Testament, ed. W. Robertson Nicoll, 5 vols. (London: Hodder and Stoughton, 1900-1910; reprint, Grand Rapids Eerdmans, 1979), 1:75; Hendriksen, Exposition of the Gospel According to Matthew, 178-79; Alfred Plummer, An Exegetical Commentary on the Gospel According to Matthew (London: Stock, 1909; reprint, Grand Rapids, Eerdmans, 1953), 17.
[78] Donald A. Hagner, Matthew 1-13, Word Biblical Commentary, ed. David A. Hubbard and Glenn W. Barker (Dallas: Word Books, 1993), 34.
[79] Homer A. Kent, “Matthew’s Use of the Old Testament,” Bibliotheca Sacra 121 (January 1964): 37-38.
[80] Howard, “The Use of Hosea 11:1 in Matthew 2:15; An Alternative Solution,” 320.
[81] D. A. Carson, “Matthew,” in Expositor’s Bible Commentary (Grand Rapids: Zondervan, 1984), 8:92.
[82] Howard, “The Use of Hosea 11:1 in Matthew 2:15; An Alternative Solution,” 326, n. 20.
[83] Ibid.,320.
[84] Brown, The Sensus Plenior of Sacred Scripture, 118.
[85] Howard, “The Use of Hosea 11:1 in Matthew 2:15; An Alternative Solution,” 320.

Anúncios

4 comentários sobre “Traduções Crédulas: O Uso de Oseias 11:1 em Mateus 2:15 – Soluções Inadequadas: Prefiguramento Tipológico

  1. Pingback: Traduções Crédulas: Oseias 11:1 e Mateus 2:15 – INDEX | credulo

  2. Olá. Cheguei ao seu blog através de uma busca sobre a resposta para a pergunta: Afinal, Mateus “forçou uma barra” ao dizer que Oseias 11.1 fala de Jesus Cristo? É nítido que Oseias 11 está falando do povo de Israel, mas então por que Mateus usou essa profecia para apontar para Jesus Cristo?

    Poderia me ajudar?

    Grato.
    Paz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s