Traduções Crédulas: Conhecer Pessoas é Conhecer Sobre Elas Também

Padrão

Um texto curtinho, sobre a ideia de que `conhecer’ nem sempre significa intimidade, mas pode ser só conhecimento mesmo…

 

Conhecer Pessoas é Conhecer Sobre Elas Também

por J.C. Thibodaux from InDeathOrLife
Tradução: Credulo from this WordPress Blog

Para a asserção calvinista que Deus conhecer uma pessoa não pode denotar que Ele conheça suas ações, uma simples resposta pode ser feita da escritura.

[15] Guardai-vos dos falsos profetas, que se achegam a vós disfarçados como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.
[16] Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
{Mateus 7:15-16 Almeida Recebida}

Obviamente, nenhum relacionamento especial ou mesmo familiaridade está implícita aqui. Simplesmente pelos frutos que eles produzem os falsos profetas podem ser reconhecidos. Segue que o argumento que Deus conhecendo algo necessariamente implica um relacionamento especial é logicamente falho.

Finalizando:

  • O uso do termo `conhecer’ alguém implica conhecer muito ou tudo sobre este alguém, não necessariamente familiaridade íntima.

Anúncios

Um comentário sobre “Traduções Crédulas: Conhecer Pessoas é Conhecer Sobre Elas Também

  1. Pingback: Traduções Crédulas: Uso dos Termos `Dantes Conhecer’ e `Presciência’ na Escritura | credulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s