Traduções Crédulas: O Uso de Oseias 11:1 em Mateus 2:15 – Pano de Fundo e Visão Geral das Passagens Pertinentes: Oseias 11:1 – Visão Global de Oseias 11

Padrão

Pano de Fundo e Visão Geral das Passagens Pertinentes

Oseias 11:1

Visão Global de Oseias 11

Nos versos de 1 a 4, o amor de Deus pela nação é descrito em termos de um amor terno que um pai tem pelo seu filho. Tal amor foi expresso quando Deus chamou (ou invocou) Seu filho Israel da escravidão egípcia (verso 1). Infelizmente, tal amor paternal não foi retribuído pela nação (verso 2). Quanto mais os profetas chamavam a nação de dura cerviz, mais os israelitas se afastavam da mensagem profética para o pecado[8]. A nação sacrificou a Baals e queimou incenso a imagens de escultura. Ao empregar os verbos hebreus “sacrificou” e “queimou incenso”, Oseias se afasta do tempo perfeito e em vez disso faz uso de dois imperfeitos habituais, que denotam ação repetida no tempo passado. A ideia é que a nação manteve o sacrifício a Baals e a queima de incenso. O uso de tal tempo descreve a desobediência deliberada continuada da nação contra o plano de findo do amor paternal sempre presente de Yahweh.

Versos 3 e 4 continuam o tema do amor de Yahweh por Israel. O estabelecimento de Israel após o Êxodo é comparado a um pai treinando o filho para andar e a um mestre removendo ou reposicionando o jugo de um animal para que ele possa comer mais facilmente. Mesmo apesar do cuidado de Yahweh, a nação recusou reconhecer seus atos de correção em seu favor[10]. Em suma, apesar do amor de Yahweh e a expressão de tal amor mediante Seu guiar de Seu povo do cativeiro egípcio, a nação ignorou os profetas e habitualmente adorou outro deus. Fazendo assim, a nação cometeu idolatria e portanto violou o princípio básico da aliança mosaica (Ex 20:3,23, 22:20, 34:17).

A consequência do pecado de Israel é dada nos versos de 5 a 7. Dt 28:49 predizem que Deus usaria um poder estrangeiro para disciplinar Seu povo se eles persistissem em pecado. No verso 5, Oseias constrói seu tema explicando que Deus usaria o império assírio como Seu instrumento de disciplina. Apesar de Deus  uma vez ter trazido Israel para fora do Egito como evidência de seu amor por Seu povo escolhido, ele agora usaria a Assíria como instrumento de Seu julgamento. Verso 6 vividamente descreve a invasão iminente da Assíria. A repetição dos versos hebreus “comer, devorar” nos versos 4 e 6 enfatiza o contraste entre as bênçãos passadas e o futuro julgamento do Senhor.. No passado Deus deu a Israel alimento para comer. Agora Ele estava em vias de enviar espadas assírias para devorar e comer Sua nação[11]. Verso 7 aponta precisamente a recusa de Israel em se arrepender como a culpada por este julgamento vindouro.

Versos de 8 a 11 concernem a restauração de Israel. Versos 8 e 9 introduzem a ideia da restrição divina. Apesar do fato que Deus disciplinará Israel, Ele não a destruirá permanentemente. Versos 10 a 11 descrevem a futura obediência de Israel e retorno da dispersão global para a sua terra. Duas metáforas (como um pássaro, como uma pomba) são usadas para descrever a velocidade com que este retorno ocorreria[12]. Verso 11 indica que o retorno seria de seu antigo lugar de exílio, bem como de seu futuro local de exílio, Assíria. Aqui Oseias está muito provavelmente usando o Egito e a Assíria para retratar um “Novo Êxodo”. Ao contrário do Êxodo anterior, que resultou em desobediência nacional (Os 11:1-4), o novo Êxodo resultará em futura obediência nacional (Os 8-11)[13].

Entender o contexto global de Oseias 11 é importante por duas razões. Primeiro, ajuda a colocar Os 11:1 em seu contexto apropriado. Um entendimento disto sobre o contexto global é importante porque, por razões que serão explicadas futuramente, Mateus está provavelmente traçando de todo o contexto do capítulo onze mesmo quando ele cita Os 11:1 em Mt 2:15. Segundo, uma leitura contextual e exegética de Os 11 mostra que o capítulo concerne a história e o futuro de Israel em vez do messias vindouro. O messias judeu individual não é encontrado nem no verso 1 nem na integridade do capítulo 11.

NOTAS DE RODAPÉ

[8]Chrisholm, “Hosea,” 1402.
[9]Tracy L. Howard, “The Use of Hosea 11:1 in Matthew 2:15” (Th.M. Thesis, Dallas Theological Seminary, 1984),
[10]Chisholm, “Hosea,” 1402.
[11]Ibid.
[12]William Rainey Harper, A Critical and Exegetical Commentary on Amos and Hosea, International Critical
Commentary (Edinburgh: T. & T. Clark, 1905), 372.
[13]Howard, “The Use of Hosea 11:1 in Matthew 2:15,” 16-17.

Anúncios

Um comentário sobre “Traduções Crédulas: O Uso de Oseias 11:1 em Mateus 2:15 – Pano de Fundo e Visão Geral das Passagens Pertinentes: Oseias 11:1 – Visão Global de Oseias 11

  1. Pingback: Traduções Crédulas: Oseias 11:1 e Mateus 2:15 – INDEX | credulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s