Traduções Crédulas: Romanos 8:28-30 por Robert Shank

Padrão

Mais uma interpretação deste texto-prova, e onde começa toda a conversa acerca de predestinação em Romanos 9.

Alguns Bons Comentários de Robert Shank em Romanos 8:28-29

Tradução: Credulo from this WordPress Blog

E sabemos que todas as coisas trabalham juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, aos que são chamados segundo seu propósito. Porque aos que desde antes conheceu, também os predestinou, para serem conformes à imagem do Filho, para que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que ele chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.
{Romanos 8:28-30 BLIVRE}

Esta passagem tem sido geralmente chamada “corrente inquebrável” – presciência, predestinação, chamado, justificação, glorificação. Para o eleito, esta é de fato uma corrente inquebrável; e somente os eleitos estão inclusos na afirmação de Paulo (verso 33). O chamado, justificação e glorificação constituem a implementação da predestinação (conformidade à imagem do Filho) que Deus propôs aos eleitos. Para eles, chamado e justificação findarão na glorificação última, de acordo com o eterno propósito de Deus “trazer muitos filhos para a glória” (Hb 2:10), a glória da completa conformidade à imagem de Seu Filho. Mas não há nada acerca da afirmação de Paulo que estabelece que a eleição é incondicional ou que todos que experimentam chamado e justificação são necessariamente eternamente eleitos e inevitavelmente perseverarão. Certamente é verdadeiro que os eleitos (que são pré-conhecidos por Deus) perseverarão. Mas isto é somente metade da verdade; pois é igualmente verdadeiro que aqueles que perseveram são eleitos. A última verdade é apresentada nas Sagradas Escrituras, não como um final inevitável de algum inexorável decreto divino acerca de indivíduos específicos incondicionalmente, mas como matéria de constante zelo e conduta santa dos crentes. A certeza de eleição e perseverança é com respeito, não a indivíduos em particular incondicionalmente, mas de fato com respeito a ekklēsia, o corpo de todos que, mediante a fé viva, estão em união com Cristo, o verdadeiro Eleito e a Aliança Viva entre Deus e todos que confiam em Seu servo justo (Is 42:1-7; 49:1-12; 52:13–53:12; 61:1, 2).

Considere o seguinte: o eterno propósito de Deus em graça:

Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis [hagios kai amōmous] diante dele em amor. {Efésios 1:4 BLIVRE}

No corpo de sua carne, pela morte, para vos apresentar como santos, irrepreensíveis e inculpáveis [hagios kai amōmous] diante dele;{Colossenses 1:22 BLIVRE}

Cumprimento corporativo (certo):

Ef 5:27, Cristo apresentará a Igreja [ekklēsia] a Si Mesmo santa e irrepreensível [hagios kai amōmos] diante dEle.

Cumprimento individual (contingente):

Cl 1:23, Ele nos apresentará santos e irrepreensíveis [hagios kai amōmos] diante dEle – se continuarmos na fé fundamentada e formada e não nos mover além da esperança do Evangelho.

Assumir que a glória eterna é o inevitável término de uma “corrente inquebrável” para todo aquele que experimenta a graça salvífica é ignorar as advertências explícitas, não apenas em outros versos das Escrituras, mas na própria passagem diante de nós. Paulo adverte:

Portanto, irmãos, somos devedores, não da carne, para viver segundo a carne;
Porque se viverdes segundo a carne, morrereis; mas se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.
Porque todos quantos são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.
E se somos filhos, então somos também herdeiros; herdeiros de Deus, e coerdeiros de Cristo; se sofremos com ele, é para que também com ele sejamos glorificados.
{Romanos 8:12-14,17 BLIVRE}

Não permitamos que vãs pressuposições acerca do significado de tais passagens como Romanos 8:29-30 destruam nosso zelo em prestar atenção nas muitas advertências e exortações para perseverar em fé. Deus nos apresentará santos e irrepreensíveis e aprovados diante dEle apenas se continuarmos na fé e não sermos afastados da esperança do Evangelho. Se sofrermos”, diz Paulo, “também com ele reinaremos; se o negarmos, ele também nos negará;”

“Aquele que vencer”, promete o Salvador Ressurreto, “será vestido de roupas brancas; e eu não riscarei seu nome do livro da vida, mas confessarei seu nome diante de meu Pai, e diante de seus anjos … Sê fiel até a morte, e te darei a coroa da vida. Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Aquele que vencer não sofrerá dano da segunda morte” (Life in the Son, 365-67).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s