Traduções Crédulas: Um esboço do FACTS arminiano contra o TULIP calvinista

Padrão

Esta será (?) mais uma série do blog, destinada a popularizar material sobre o arminianismo e o molinismo, além de outras coisas acerca de ambos. Começo com este artigo “curto” de Brian Abasciano e Martin Glynn, An Outline of the FACTS of Arminianism vs the TULIP of Calvinism, disponível no site Evangelical Arminians.

Boa Leitura!

Um esboço do FACTS arminiano contra o TULIP calvinista

por Brian Abasciano e Martin Glynn
Tradução: Crédulo from this WordPress Blog

ARMINIANISMO

O arminianismo pode ser representado pelo acrônimo FACTS:

  • Freed by Grace (to Believe) – Livre pela graça (para crer)
  • Atonement for All – Expiação para Todos
  • Conditional Election – Eleição Condicional
  • Total Depravity – Depravação Total
  • Security in Christ – Segurança em Cristo

De maneira ampla e um tanto imprecisa estes pontos correspondem aos do histórico Artigo da Remonstrância (embora esta não seja especificamente uma representação deles), os quais foram compostos em 1610 pelos primeiros arminianos e constituem o primeiro sumário formal da teologia arminiana. Os pontos serão apresentados aqui em ordem lógica, em vez da ordem acima no acrônimo, para fins de facilitar sua explanação.

Depravação Total (Artigo 3)

  • A humanidade fora criada à imagem de Deus, boa e direita, mas caiu de seu estado original sem pecado através de deliberada desobediência, deixando a humanidade em estado de pecado, separada de Deus, e debaixo da sentença de divina condenação.
  • Depravação total não significa que os seres humanos são tão maus quanto eles podem ser, mas que o pecado impacta cada parte do ser pessoal e que as pessoas agora têm uma natureza pecaminosa com uma inclinação natural para o pecado, fazendo cada ser humano ser fundamentalmente corrupto em seu coração.
  • Portanto, o ser humano não é capaz de pensar, ter vontade, nem fazer nada de bom em si mesmo, incluindo favor meritório para Deus, salvar-se a si mesmo do julgamento e condenação de Deus que fora reservada para vosso pecado, ou mesmo crer no Evangelho.
  • Se qualquer pessoa será salva, Deus deve tomar iniciativa.

Expiação para Todos(Artigo 2)

  • Deus amou o mundo e deseja que todas as pessoas sejam salvas e venham ao conhecimento da verdade.
  • Portanto, Deus entregou Seu único Filho para morrer pelos pecados do mundo todo de modo a proporcionar perdão e salvação a todas as pessoas.
  • Enquanto Deus providenciou salvação para todas as pessoas pela morte substitutiva e sacrificial de Cristo para todos, os benefícios desta morte são recebidos pela graça mediante a fé e são eficazes apenas aos que creem.

Livre pela graça {para crer} (Artigo 4)

  • Devido a Depravação Total e a Expiação para Todos (como descrito acima), Deus chama a todas as pessoas em todos os lugares para se arrependerem e crerem no Evangelho, e graciosamente habilita àqueles que ouvem o Evangelho a responder positivamente em fé.
  • Deus regenera aqueles que creram em Cristo (Fé precede logicamente a regeneração).
  • A graça salvadora é resistível, o que significa que ele dispensa seu chamado, projeto, e graça capacitadora (que nos traria salvação se respondida com fé) de tal forma que possamos rejeitá-la. Aqueles que ouvem o Evangelho podem ou aceitá-lo pela graça ou rejeitá-lo para sua eterna destruição.
  • Além do âmbito de agradar ao Senhor e fazer o bem espiritual, as pessoas geralmente têm livre arbítrio, o que significa que, em relação a uma ação, eles podem ao menos realizar a ação ou negar-se a tal. Geralmente as pessoas têm escolhas genuínas e são, portanto, correspondentemente capazes de realizar escolhas.
  • Deus tem livre arbítrio supremo e absoluto. Sua escolha de sobrenaturalmente libertar a vonta de pecadores pela sua graça para crerem em Cristo é uma questão do exercício de sua própria soberania e livre arbítrio.

Eleição Condicional (Artigo 1)

  • Deus soberanamente decidiu escolher apenas aqueles que teriam fé em Seu Filho Unigênito Jesus Cristo, para salvação e sua eterna bênção.
  • Deus pré-conheceu da eternidade aqueles indivíduos que creriam em Cristo.
  • Entre os arminianos, há duas visões diferentes sobre a eleição condicionada à fé:
    • Eleição Individual: A visão clássica na qual Deus individualmente escolheu cada crente baseado em Seu pré-conhecimento da fé de cada um e então predestinou cada um à vida eterna.
    • Eleição Corporativa: Eleição para salvação é primariamente para a Igreja como um povo e abraça indivíduos apenas numa união-em-fé com Cristo, O Escolhido, e como membros deste povo. Desde que a eleição individual deriva da eleição de Cristo e do povo corporativo de Deus, indivíduos tornam-se eleitos quando creem e continuam eleitos apenas enquanto crerem. (Para mais sobre eleição corporativa, veja aqui)

Segurança em Cristo (Artigo 5)

  • Desde que a salvação vem mediante a fé em Cristo, a segurança da nossa salvação continua pela fé em Cristo.
  • Exatamente como o Santo Espírito nos capacita a crer em Cristo, igualmente Ele nos capacita a continuar crendo em Cristo.
  • Deus protege nosso relacionamento de fé com Ele de qualquer força que irresistivelmente nos arrebate de Cristo ou de nossa fé, e Ele nos preserva em salvação enquanto confiarmos em Cristo.
  • Arminianos têm visões diferentes sobre se a Escritura ensina que crentes podem abandonar a fé em Cristo e então perecer, ou se Deus irresistivelmente mantém os crentes de perderem sua fé e portanto entrar em eterna condenação (como descrentes).

CALVINISMO

A posição calvinista pode ser representada pelo acrônimo TULIP:

  • Total Depravity – Depravação Total
  • Unconditional Election – Eleição Incondicional
  • Limited Atonement – Expiação Limitada
  • Irresistible Grace – Graça Irresistível
  • Perseverance of the Saints – Perseverança dos Santos

Estes são derivados do Sínodo de Dort, um sínodo local convocado em 1618-1619 na Holanda para contradizer e condenar os Artigos da Remonstrância. Aqui está uma breve explicação de cada ponto, com o respectivo número do Artigo da Remonstrância indicado para devida comparação:

Depravação Total (Artigo 3)

  • O mesmo que o ponto correspondente no arminianismo
  • Apesar de não diferirmos na descrição da depravação total, calvinistas acreditam também que este estado requer que Deus primeiro regenere o pecador antes que o mesmo creia em Cristo, fazendo-o vivo e dando-lhe uma natureza nova e santa. Mas a regeneração não apenas habilita o pecador a crer; ela irresistivelmente causa o pecador a crer.

Eleição Incondicional (Artigo 1)

  • Deus escolheu alguns indivíduos incondicionalmente na eternidade para a vida eterna de acordo com sua própria vontade, completamente à parte de qualquer coisa relacionada à pessoa incluindo mérito, boas obras, ou fé prevista.
  • Deus reteve sua misericórdia do restante da humanidade, ordenando-os para a desonra e ira devido a seus pecados.
  • Então, pelo decreto de Deus e para sua glória, algumas pessoas são incondicionalmente predestinadas para a vida eterna, e as outras são deixadas (e portanto ordenadas) à morte eterna devido ao seu pecado, fazendo-se assim dois grupos específicos e estáticos de indivíduos que jamais podem mudar. (Alguns calvinistas creem que Deus planejou glorificar seu nome escolhendo incondicionalmente alguns indivíduos para a bênção eterna e outros para o Inferno eterno, e que Deus ordenou a Queda e decidiu criar o mundo para atingir este objetivo.)

Expiação Limitada (Artigo 2)

  • Cristo morreu apenas por aqueles determinados indivíduos que Deus escolheu incondicionalmente na eternidade para a salvação, suportando a punição pelos seus pecados em seu lugar.
  • A morte de Cristo por aqueles que foram incondicionalmente eleitos os traz irresistivelmente à salvação e a tudo que for necessário para tal, incluindo arrependimento e fé em Cristo.

Graça Irresistível (Artigo 4)

  • Aqueles que Deus elegeu incondicionalmente, e por quem Jesus morreu, Deus os chamará irresistivelmente à fé em Cristo pela sua graça, mediante a regeneração (tornando a fé inevitável).
  • Quando Deus traz os pecadores eleitos a Cristo, ele irresistivelmente faz com que eles se tornem dispostos a vir a Cristo e a chegar a ele livremente em fé. (Enquanto estamos apresentando a visão calvinista objetivamente e normalmente sem comentários, a auto-contradição aqui é óbvia demais para deixar passar: “irresistivelmente os faz vir livremente e de boa vontade?”)
  • Enquanto Deus chama a todos sem distinção à fé em Cristo (o chamado geral), ele apenas chama aqueles que ele escolheu incondicionalmente de forma que não possam resistir (a chamada eficaz).
  • Aqueles que Deus não escolheu rejeitarão a chamada do Evangelho de sua própria vontade e não poderão fazer de outra forma.

Perseverança dos Santos (Artigo 5)

  • Aqueles que Deus incondicionalmente elegeu, e por quem Jesus morreu, e que Deus irresistivelmente atrairá para a fé em Cristo, inevitavelmente perseverarão em sua fé e não poderão nem totalmente nem finalmente cair da graça em Cristo, porque Deus irresistivelmente os faz perseverar. Portanto, seu destino de bênção eterna com Deus é seguro.
  • Esta perseverança não é baseada no crente – que pode vacilar e realmente cair em sério pecado por longos períodos de tempo – mas de fato é baseada na contínua graça de Deus.
  • Aqueles que parecem ser crentes, mas caem da fé e morrem sem Cristo, demonstram que eles não tinham realmente obtido a fé salvadora em primeiro lugar.
Anúncios

3 comentários sobre “Traduções Crédulas: Um esboço do FACTS arminiano contra o TULIP calvinista

  1. Pingback: Refutação 1 – Calvinismo (Parte IV) | credulo

  2. Pingback: Traduções Crédulas : Arminianos Creem na Depravação Total? « credulo

  3. Pingback: OS FACTS da Salvação : Um Sumário da Teologia Arminiana – ou As Doutrinas Bíblicas da Graça (Abertura) | credulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s